Resenha: Evolução Decrescente

Chiado, 132 páginas
Oi, gente! Hoje trago para vocês uma resenha de livro nacional. Trata-se de "Evolução Decrescente" obra do Arisson Tavares, autor aqui de Brasília que conheci pessoalmente durante a Feira do Livro. Acompanhe a sinopse:

Um grande passo para o homem e um passo maior ainda para a humanidade, mas será que ligamos o GPS antes de iniciar a evolução da espécie?

Com temas cotidianos recheados de humor, o escritor e jornalista Arisson Tavares volta às suas origens em seu livro de estreia, apresentando em suas crônicas muita comédia, ironia e crítica. Pequenas histórias que nos convidam para ver o mundo de um ângulo diferente. Afinal, subimos mais um degrau na escada da evolução, porém, depois rolamos a escada

Arisson pensando na próxima crônica
São 42 crônicas curtas sobre os mais variados temas, acompanhadas por charges e ilustrações feitas pelo próprio autor. O tom é leve, um tanto nonsense, e ajuda a passar o tempo. Curto e dinâmico, o livro facilmente pode ser lido em uma única sentada.



"Eu tenho três balas. Se quiser continuar e saber a verdade, escolha a pílula azul. Se quiser permanecer na ilusão, escolha a pílula vermelha. Se quiser ficar com bom hálito, pegue a de hortelã."


Nem todas as crônicas me agradaram, é verdade, mas se eu tivesse que listar as que mais achei interessantes, seriam as seguintes:

- A beleza do seio materno
- Jornada nas Estradas
- O mistério das sementes do sul e do norte
- CIOPF
- Aperto no coração e no bolso
- Das córneas de Eloá

Enfim, se você procura um livro rápido e divertido para te ajudar a suportar o tempo esperando o ônibus, por exemplo, dê uma olhadinha em Evolução Decrescente. Especialmente se você mora em Brasília, vai se identificar com várias situações descritas lá.

Saiba mais sobre o livro CLICANDO AQUI.

Nenhum comentário:

Postar um comentário